Uma vez conheci uma secretária de diretoria que, ao retornar do almoço, ficava ao lado do telefone, que tocava insistentemente,  e não atendia. “Não atendo até que termine meu horário de almoço!” Aquela mulher era uma funcionária ativamente desengajada. Engajamento vem do francês engager, que quer dizer “se comprometer”. No século 17, referia-se às batalhas ou lutas. No século 18 passou a referir-se a casamentos. No mundo dos negócios, engajamento tem a ver com os funcionários que têm uma ligação com a missão das organizações nas quais trabalham. São motivados por valores compartilhados, pela confiança, missão e propósito. A pessoa engajada é aquela que tem uma conexão emocional com seu trabalho e o comprometimento ético de levá-lo a sério. Estar engajado significa ir além da busca por poder, status e dinheiro. Um estudo do instituto Gallup mostrou que apenas 13% dos empregados no mundo são verdadeiramente engajados no trabalho. 13%! E ao longo dos últimos 12 anos, esse número não aumentou. Portanto, 87% dos empregados no mundo não estão realmente engajados.Tratam o trabalho como um castigo, indigno de seu melhor, E assim contribuem para drenar tempo e dinheiro das organizações, jogando para baixo a lucratividade, a produtividade e a qualidade; aumentando o turnover, o absenteísmo e os desvios, inclusive a corrupção. Aquela secretária achava que estaria sendo explorada se atendesse o telefone no horário do almoço. Não tinha nenhuma motivação para dar um pouco a mais de si. E evidentemente, reclamava do salário, da carga horária, das demandas do chefe. Era uma infeliz. Ah, você também é? E tá fazendo o que a respeito? Mimimimi?  Bem, isso é coisa de desengajado ativo.

___________________________

Para assinar gratuitamente o Cafezinho:

WhatsApp: bit.ly/assinecafezinho

iTunes: https://itunes.apple.com/br/podcast/cafezinho-caf%C3%A9-brasil/id1281343582?mt=2

Feed: http://feed.portalcafebrasil.com.br/tools/cafezinho.xml

 Oferecimento: www.nakata.com.br

00:0000:00
Share | Download(Loading)