Dia 13 de maio de 2005 nasceu meu programa Café Brasil. E logo no primeiro episódio, eu falava da mídia tradicional, que havia sido tomada pela estupidez de conteúdo. O jornalismo então... Se fosse uma série, seria The Writing Dead.

Das salas dos diretores de programação das grandes redes não sairá nenhuma ideia inovadora. A menos que caia nas graças do dono da emissora… ou então que eles estejam desesperados. E quem é que pode desesperá-los?

Nós. Eu. Você. O público.

As pessoas ainda não inertes estão de saco cheio das fórmulas prontas, dos programinhas repetitivos com as mesmas propostas rasas e comerciais. E agora pioradas com uma ideologia infantilóide. É isso que explica o sucesso cada vez maior da anárquica programação da internet, que não tem o compromisso de agradar a todo mundo ao mesmo tempo, que traz de volta o inesperado, o irreverente, o politicamente incorreto, pulverizando a rotina insossa do blá, blá, blá de cada dia.

A internet traz a liberdade de escolha, a independência, transferindo o poder definitivamente para o público, que é quem provoca a renovação. Basta dar nossa atenção, nossa audiência, para o que presta e pressionar os patrocinadores a parar de injetar dinheiro nas porcarias que infestam as mídias tradicionais e sociais. Nunca foi tão fácil.

Eu estou fazendo minha parte. Minha audiência as porcarias não têm, e sempre que posso, provoco os diretores de marketing das empresas que dão o dinheiro que sustenta as barbaridades.

14 anos atrás achei que era possível ir um pouquinho além. Virei radialista e depois podcaster. E sozinho, pequenino, desconhecido, metido a besta e com a ajuda dos ouvintes, já publiquei mais de 1000 programas, totalizando umas 600 horas de conteúdo, mais de 3.000 músicas apresentadas e milhares de ideias valorizando a liberdade de expressão e semeando a autonomia de pensamento.

Liberdade.

E se você quer saber, a briga está só começando. Existem  centenas de outros como eu, colocando no ar suas ideias independentes através de podcasts, videocasts e blogs. E você tem um papel primordial.

Gostou? Compartilhe! Só assim, fazendo a nossa parte, criando e compartilhando conteúdo pertinente, podemos nos livrar da ditadura da baixaria, do irrelevante, do medíocre.

O Brasil precisa de mais gente lutando por liberdade.

Obrigado a você que aceitou comprar a briga.

 

Este cafezinho chega a você com apoio do Cafebrasilpremium.com.br, um MLA – Master Life Administration, que ajuda a refinar sua capacidade de julgamento e tomada de decisão. www.cafebrasilpremium.com.br

 

Share | Download(Loading)