Para o Batman existir, tem de haver o Coringa. Para o Corinthians ser um grande time, tem de existir o Palmeiras. Frodo e Gandalf existem, pois existem Saruman e os Orcs. O que nos define são os adversários que vencemos. E quanto maiores, mais fortes, mais organizados, mais preparados eles forem, melhor temos de ser para batê-los.

Essa mobilização dos partidos de oposição, por exemplo, para não deixar passar as reformas, é apenas uma reação do adversário, usando as armas que tem. Não pode ser motivo para brochar, mas para contra-atacar com outras táticas, com mais mobilização. Eles, apesar de demonstrar sinais de desorganização, de perda da capacidade de mobilização, ainda têm uma máquina fabulosa, ainda contam com o aparelhamento de várias instâncias dos três poderes e de parte da imprensa. E não lutam como num UFC cheio de regras, mas como briga de rua mesmo… Quem é que disse que seria fácil?

Mas pense comigo, três ou quatro anos atrás, se alguém dissesse a você que vários elementos da cúpula do governo, os donos das construtoras e até um senador em exercício, seriam presos pela polícia federal você acreditaria? É claro que não! O Brasil está mudando, sim! Nunca na velocidade que desejamos, mas está!

Então levanta aí, ô. Vamos pra luta! Do jeito que você puder: pelo Facebook, pelo Whatsapp, batendo panelas, indo às ruas, pressionando o político mais próximo, processando os bandidos se você tem as manhas, mobilizando mais gente e não deixando que os de sempre gritem sozinhos. Só não dá pra ficar parado, assistindo.

Ah, sim, “mas Luciano, e o Aécio?” Bem, ele que aguarde a vez dele. Primeiro temos que bater o Orc que vem na frente, que é grande, forte e peludo. Ainda bem, faz minha vitória mais saborosa. O que nos define são os adversários que vencemos.

 

Este cafezinho chega a você com apoio do Cafebrasilpremium.com.br, um MLA – Master Life Administration, que ajuda a refinar sua capacidade de julgamento e tomada de decisão. www.cafebrasilpremium.com.br

Share | Download(Loading)