A maior contribuição das eleições de 2018 foi a exposição daquilo que se convencionou chamar de fake news. Mas fake News são coisa antiga com nome novo. Quer ver? Olha um texto que publiquei algum tempo atrás, abrindo com uma manchete de jornal:

“GM ENTRA EM FÉRIAS COLETIVAS. Isso muito antes das coletivas de final de ano. Era a crise! Na matéria, a explicação: as férias eram para 120 funcionários de uma operação fora de São Paulo. Cento e vinte entre quase 20 mil... Título verdadeiro. Conclusão mentirosa. Uma verdade que nos leva a concluir uma mentira. Uma VENTIRA. Ou MERDADE, que eu acho que cai melhor.” Começava assim o texto que eu publiquei algum tempo atrás.

A merdade é aquela informação manipulada que tira uma conclusão mentirosa de um fato real. Seja pela amplificação de um aspecto do problema, seja pela insinuação de intenção ou simplesmente por um rótulo pregado em alguém ou algo. Sempre que colocado diante de uma situação dúbia, nosso cérebro opta pela via mais pessimista. Por puro instinto de preservação, herdado dos ancestrais que fugiam das feras na pré-história. Por isso a atração pelo macabro, pela tragédia, pelo erro, pela via torta... pela merdade. Acreditamos naquilo que representa uma ameaça, mesmo que nenhum fato real justifique. E se estivermos numa tribo então, tudo que vier de outra tribo será considerado ameaça. E pronto. A merdade toma conta. Olha só: conte até dez antes de compartilhar uma merdade. Vá até a fonte primária, tire você a conclusão dos fatos que você buscou, não se fie na interpretação dada por um terceiro. Isso não garante que você será o dono da verdade, mas impedirá que se transforme num espalhador de merdades.

Ah, sim, aquela notícia das férias da GM, de algum tempo atrás, é de 2002. Dezesseis anos depois, merdade virou fake news.

Receba este podcast por Whatsapp acessando assinecafezinho.com

Este cafezinho chega a você com apoio da Nakata, que é líder em componentes de suspensão. Cuide bem de seu carro com as dicas do blog.nakata.com.br

 

00:0000:00
Share | Download(Loading)